Bookmaker artbetting.co.uk - Bet365 review by ArtBetting.co.uk

Bookmaker artbetting.gr - Bet365 review by ArtBetting.gr

Germany bookmaker bet365 review by ArtBetting.de

Premium bigtheme.net by bigtheme.org

Curso para Militantes Cristãos

FOLDER DO CURSO DE MILITANTES 
2015
2016

 

 

CONCEITO BÁSICOMILITANTES

A especificidade deste curso é o seu método: “aprender a aprender”, ou seja, aprender a analisar, a interpretar, a comunicar e, por fim, a transformar. É um curso de formação que se insere dentro da linha de atuação que enlaça Fé e Política. O curso analisa criticamente as experiências dos cursistas a partir de uma compreensão mais global daquela em diálogo com novas teorias das ciências humanas, econômicas e teológicas. Contribui, assim, para capacitação que permita alcançar uma visão crítica dos acontecimentos e do sentido da própria vida, oferecendo novas pistas e novas hipóteses para re-orientar as experiências.

Objetivos Gerais

A mudança de época que, há duas décadas começamos de fato a viver e a experimentar, apresenta profundas mudanças estruturais, científicas, políticas, econômicas, culturais, ideológicas e teológicas. Mudo a situação do mundo e a ação dos/as militantes e das diferentes entidades sociais e políticas, como, ao mesmo tempo, o mapa político e cultural da América Latina.

Por isso, hoje, de maneira particular, torna-se imperativo, que os militantes cristãos e não cristãos, se encontrem para:

* Compartilhar suas experiências e suas perplexidades, perguntas e desafios.

* Buscar sentido, novas maneiras de ser, novas formas de conhecer e novas chaves de leitura, para entender a complexidade, tanto de realidade local, global, como da existencial

* Encontrar formas alternativas, criativas, como propostas que se contraponham à imposição do pensamento global pretensamente “único”, e ajudem a entender como se esboçam, desde o local, os contornos de uma civilização de alcance mundial, planetária, onde se multiplicam as convergências e exclusões e proliferam as diversidades.

Objetivos Específicos

O Curso Latino-americano para Militantes Cristãos tem por objetivo específico oferecer um espaço ecumênico e latino-americano, para o estudo, análise e interpretação da realidade mundial, latino-americana e caribenha. Por sua vez, com o aprofundamento da reflexão acerca da fé cristã, poderão reorganizar seus valores e encontrar novos sentidos para suas lutas e existências.

Frente à pluralidade de experiências ideológicas, espirituais e religiosas e à necessidade de uma nova espiritualidade, o curso pretende ser também um encontro/fórum latino-americano e caribenho, como um momento enriquecedor de reflexão, diálogo e de convivência ecumênicos.

Público Alvo

Destinatários diretos

Este curso está destinado principalmente a militantes leigos cristãos com tarefas de responsabilidade em organizações comprometidas com o movimento popular, e que buscam uma formação mais aprofundada. Têm sido acolhidos também candidatos/as de outras religiões ou sem religião. O curso dará prioridades aos Centros da América Latina , do Caribe y dos paises de fala portuguesa da África , que investem na formação de seus quadros. Dará preferência as pessoas com experiência na reflexão teórica, com ensino médio concluído, pois se exigem leitura de textos, participação dos debates, e compreensão dos elementos teóricos de análise e interpretação, com capacidade para formular novas pistas de ação.

Destinatários indiretos

Os Centros, grupos, movimentos sociais e eclesiais locais e regionais de onde provem os cursistas.

Programa

O curso prevê três etapas:

1) Etapa preparatória

– Pensar e estudar o conteúdo dos temas do curso e os objetivos e resultados desejados.

– Buscar e contratar os assessores, dialogando com eles sobre os conteúdos dos temas.

– Elaborar a apresentação e o programa do curso.

– Divulgar o folder com a apresentação e o programa do curso, a través de cartas a todos os excursistas e Centros, ONGs, movimentos sociais, eclesiais amigos de AL, Caribe e África.

– Enviar cartas especiais de convite aos Centros que habitualmente investem na formação de seus quadros enviando pessoas ao curso.

– Traduzir os textos propostos pelos assessores do castelhano ao português e do português ao castelhano.

– Manter o dialogo com as pessoas que confirmaram a sua participação.

– Enviar a todas as pessoas que confirmaram a participação, os textos e outros subsídios teóricos para o estudo e reflexão também em seus grupos, que lhes ajudem a entrar no debate da temática geral do curso.

– Enviar também um questionário prévio para que preparem um sucinto trabalho descritivo de suas experiências, que será partilhado nos grupos de estudo e que, uma vez sistematizados, serão logo apresentados em plenário

2) Etapa presencial

O programa desenvolve-se em quatro momentos:

– Intercambio das experiências e levantamento das questões teóricas e práticas trazidas pelos participantes ou surgidas na discussão e confronto de suas realidades no grupo de estudo.

– Aprofundamento da temática especifica do curso com a ajuda dos assessores.

– Aprofundamento da fé cristã com uma abordagem teológico-biblica e de sua relação com a ação política e social e cultural.

– Busca de pistas de como trabalhar nos movimentos anti-sistêmicos de resistência, e com quais critérios éticos de discernimento na ação política local o regional. Identificar quais seriam as alternativas hoje existentes, para uma ação transformadora democrática que tome em conta as necessidades dos mais pobres e as exigências dos pluralismos e das diversidades evitando cair em relações coloniais de dominação o em fundamentalismos.

3) Etapa de seguimento pós-curso

Três meses depois do término do curso, os cursistas recebem o relatório do mesmo e suas avaliações sistematizadas e comentadas. Também se envia alguns subsídios teóricos, interessantes para complementar o conteúdo desenvolvido no curso para ser compartido com seus grupos e comunidades. Seis meses após será enviado um questionário avaliativo acerca da relevância do curso para as práticas e das dificuldades o das situações favoráveis encontradas no lugar de atuação.

– Eixos temáticos

Tendo como pano de fundo o grande tema “Fé e Política”, ficou estabelecido no curso de revisão e avaliação do ano de 1997, que este fosse aprofundado, a cada ano, dando maior ênfase a um dos três eixos temáticos: Política, Economia, Cultura. Ressalte-se, porém, que todos esses temas encontram-se interligados, já que cada um deles constitui uma dimensão dos outros dois.. A avaliação positiva desta experiência durante a vigência dos quatro triênios anteriores faz com que se mantenha a mesma proposta programática, com os aperfeiçoamentos que vão sendo introduzidos a cada ano a partir das avaliações dos cursistas, assessores e da equipe do CESEEP que acompanha o curso.

Metodologia

Não se trata de um curso de tipo acadêmico sobre a política, a cultura, a economia ou a teologia, mesmo contando com assessores de altíssimo nível acadêmico do Brasil e da América Latina.

A partir da socialização das experiências e práticas sociais dos participantes, a metodologia deste curso, inspirada na educação popular, enfatiza um processo educativo e um exercício de aprender a aprender; de aprender a analisar, a interpretar, a comunicar e a transformar a realidade e, finalmente, de um aprender a crer. Busca-se relacionar, continuamente, as múltiplas experiências humanas gestadas no quotidiano com a reflexão teórica acumulada. Trata-se também, de evitar a dicotomia entre razão e subjetividade. Este aprendizado leva a uma nova tomada de consciência, a uma nova escala de valores, a uma conversão, a uma mudança de mentalidade do ser humano. No caso de militantes cristãos, tem a ver, também com uma nova forma de se viver à fé de um cristianismo da libertação.

A novidade da abordagem desta metodologia e interpretação da realidade proposta neste curso, não somente tratará, de alguma maneira, de ajudar a aprender a pensar e entender o que acontece em nossa realidade, mas também e sobretudo desafiará, a tentar entender algo de nossa capacidade de reinventar a realidade em que vivemos. Pois, a partir de nossa condição humana evolutiva, não só inventamos coisas a partir do que já existe e que recebemos de nossa tradição cultural, mas inventamos significados, orientações, utopias. E a cada novo desafio e a cada nova situação que nossa consciência nos apresenta modificamos nossa maneira de nos situarmos no mundo em que vivemos, ou seja modificamos nossas construções culturais.

A partir daí, o estudo individual, o debate coletivo e a contribuição dos assessores, articulam-se em busca de novas formas de ação para melhor intervir na realidade social.

 

Coordenação:
Nilda de Assis