Bookmaker artbetting.co.uk - Bet365 review by ArtBetting.co.uk

Bookmaker artbetting.gr - Bet365 review by ArtBetting.gr

Germany bookmaker bet365 review by ArtBetting.de

Premium bigtheme.net by bigtheme.org

TRABALHO SEGUE SENDO UM ELEMENTO CENTRAL DE ORGANIZAÇÃO DA VIDA HUMANA

site4 Para Márcio, o trabalho continua sendo um fator central no processo de organização da vida pessoal e social / Foto: Pedro Alexandre

Nesta quarta feira (08), durante o 27º Curso de Verão, Márcio Pochmann,  professor da Unicamp, afirmou que o trabalho continua sendo um fator central no processo de organização da vida pessoal e social. O evento que acontece de 04 a 12 de janeiro na PUC/SP, é promovido pelo Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular (CESEEP).

Para Márcio, o neoliberalismo e o modo de produção do conhecimento formal pós-moderno são duas formas de alienação. No neoliberalismo, as pessoas são estimuladas a resolver seus problemas individualmente e a ver todas as coisas na ótica do mercado. Ele também afirmou que as universidades vêm produzindo muito, mas de forma fragmentada. Cada um produz o seu conhecimento com a sua linguagem, o que gera uma grande alienação da realidade mais ampla.

Em sua exposição sobre o tema juventude e trabalho, Pochmann analisou a lógica da sociedade urbano-industrial, onde a educação visa preparar mão de obra para o mercado de trabalho. Para ele, nesta sociedade as pessoas estão perdendo a capacidade de serem humanas. Hoje estamos em um período pós-industrial, ‘onde predomina o trabalho imaterial, dos serviços diversos como a logística, o transporte, a educação, o lazer… Esses serviços já respondem por cerca 70-80% do total das ocupações existentes no Brasil’, afirmou Pochmann.

De acordo com o professor, a sociedade pós-industrial oferece grandes oportunidades. Porém, precisa garantir qualidade de vida para todos, “o que é possível se houver planejamento, organização e pressão da sociedade. Se isso não ocorrer, poderemos passar a conviver com a barbárie. O conhecimento mais profundo nos dará a chave da mudança coletiva para um mundo de sustentabilidade ambiental, com fraternidade e solidariedade”, concluiu.

(Dirceu Benincá – Assessoria Comunicação Curso de Verão.