Bookmaker artbetting.co.uk - Bet365 review by ArtBetting.co.uk

Bookmaker artbetting.gr - Bet365 review by ArtBetting.gr

Germany bookmaker bet365 review by ArtBetting.de

Premium bigtheme.net by bigtheme.org

Curso de Verão consolida carta de compromissos

jorge 14 de janeiro de 2015 0

Clique aqui para ler a Carta de Compromissos do Curso de Verão 2015

20150114_081930No dia final do 28º Curso de Verão 2015, cursistas e monitores consolidam o compromisso de continuarem atuando em prol da construção de um mundo afetuoso, solidário e justo.

O cursista Manuel Epifânio de Almeida, 60 anos, mais conhecido por Baiano, relata com alegria que o curso possibilitou “ouvir melhor para compreender o mundo jovem”. Apesar de sua acumulada experiência de vida, revela que tem agora o compromisso de “mudar o medo de ver o mundo jovem, voltando pra a casa para analisar e compreender que cada época tem seu costume e seu povo”.

IMG_0242Com a mesma energia e com novos olhares sobre o mundo, a jovem Gabi de Francesco, 17 anos, da Pastoral da Juventude de Itaquera, zona leste da capital paulista, participando pela primeira vez do curso, afirma que sai com experiências novas e olhares ampliados. “Tenho novas ideias para passar adiante. Agora tenho uma nova forma de olhar quem está ao meu redor, querendo ajudar aquele que está ao nosso redor com um contato mais humano”.

Os compromissos acerca do tema “Juventude e relações afetivas” sintetizam as vivências, partilhas e diálogos realizados nas tendas (oficinas) no decorrer do curso. Apontam também para ações e estratégias de atuação na realidade, melhorando a si e qualificando as ações nos diversos meios que os participantes estão inseridos, como no local de trabalho, nas Igrejas, nas escolas, nos grupos de amigos e movimentos sociais.

IMG-20150109-WA0016Nas palavras da monitora Máxima Cristina, 52 anos, da tenda Cora Coralina (oficina de dança circular) “a gente sai do curso com a responsabilidade sobre aquilo que foi vivenciado, atuando em nosso chão, com mudança pessoal, superação dos desafios comunitários e dando continuidade ao processo”.

Confira abaixo a Carta de Compromissos do Curso de Verão anunciados na cerimônia de encerramento, assumindo-os você também que faz parte desse grande mutirão.

.
CARTA DOS COMPROMISSOS DO CURSO DE VERÃO DE 2015

Desse nosso 28o. Curso de Verão, voltamos enriquecidos para nossas famílias e comunidades com a experiência de partilha e reflexão, de vivência ecumênica e inter-religiosa, celebrações, festa e compromissos, que vivemos de 06 a 14 de janeiro de 2015, em torno ao tema Juventude e Relações afetivas. O Curso foi organizado pelo Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular, CESEEP, em parceria com a PUC-SP e o TUCA, num grande mutirão com dezenas de outras entidades, comunidades e famílias que hospedaram os que vieram de fora de São Paulo. O Curso reuniu 508 pessoas entre participantes (377), monitores/as (71), voluntários/as das equipes de serviço e coordenação (54), assessores/as (04) e responsáveis das mesas de debate (02). As pessoas pertenciam a diferentes igrejas cristãs, religiões e filosofias de vida e vieram de todas as regiões do Brasil e de países da América (Paraguai, Guatemala, Nicarágua); África (Quênia e Moçambique), Ásia (Indonésia e Índia) e Europa (Itália, Irlanda e Alemanha). Visitaram o curso, para saudar os participantes, o Bispo auxiliar de São Paulo, Dom Júlio Akamine da Região Episcopal da Lapa; o bispo de São Paulo da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB), Dom Flávio Irala e o presidente do CESEEP, Pe. Benedito Ferraro.

As celebrações e palestras da manhã no TUCA foram transmitidas ao vivo pela internet numa parceria entre a Rádio Cantareira, a Rede Rua de Comunicação, o Grupo Transformar e o CESEEP. Internautas de 30 países, somando 6.337, visitaram a página web do CESEEP. No total, 205.408 arquivos de texto, áudio e vídeo foram baixados e houve 244.042 hits.  Assim, ao lado dos participantes presenciais, criou-se um amplo público que participou do curso e interagiu com o mesmo por meio das redes virtuais. No intervalo do almoço, a banda Capim Novo puxou um animado forró.

                 Convencidos de nossa responsabilidade humana, eclesial e cidadã neste campo das relações afetivas entre os jovens e demais pessoas, sonhando com Igrejas, comunidades, famílias e escolas mais acolhedoras e amorosas e com uma sociedade mais justa para todos e todas, assumimos o compromisso de:

NO CAMPO DA FORMAÇÃO

– Organizar nas Igrejas e comunidades, espaços e momentos de formação para a juventude, que promovam o debate e a reflexão sobre o tema da afetividade, da sexualidade, corporeidade e identidade, de maneira ampla e ética, em vista da promoção da vida.

– Construir espaços de referência para uma educação da afetividade e de ética comunitária para o exercício de uma humanidade comprometida e cidadania transformadora.

NO CAMPO DA ÉTICA E DA ESPIRITUALIDADE

– Discutir a ética na totalidade da vida, integrando na vida pessoal a espiritualidade, a sexualidade e a ética para acolher o outro e a outra com amor.

– Reeducar para a sensibilidade diária, testemunhando o mandamento de Jesus: “amai-vos uns aos outros”.

– Resgatar nas comunidades os “modelos” e referências de pessoas que na gratuidade, dedicaram suas vidas em favor de uma sociedade do bem viver.

– Resgatar o valor cultural dos povos tradicionais, inculturando nossas celebrações, para fortalecer e valorizar nossa identidade.

– Alimentar a fé e a esperança dos jovens na busca da realização de seus sonhos e de sua identidade.

– Buscar a integração da sexualidade e da espiritualidade a partir da lógica do amor, interligando essas duas dimensões, sem banalizar e sabendo-se colocar no lugar da/o outra/a.

NO CAMPO DAS INICIATIVAS COMUNITÁRIAS E CIDADÃS

– Combater as desigualdades sociais de gênero, etnia e raça.

– Comprometer-se com a luta pela libertação da mulher e do homem do peso da cultura dominante-

– Incentivar nos Movimentos e nas Pastorais a discussão das questões ligadas ao povo negro, à sua história, cultura, simbolismos, discriminação, combatendo a repressão do Estado, a violência e o extermínio da juventude negra e da juventude em geral, através do diálogo, da educação popular com  a promoção de uma cultura de paz.

– Criar grupos de apoio e conscientização nas comunidades para mobilizar políticos e órgãos governamentais, para que sejam estabelecidas políticas públicas em favor da juventude e  das famílias em suas novas configurações.

– Ser sujeitos participantes e protagonistas em nossos trabalhos pastorais. Colocar-se a caminho, estar disponíveis e ser ativos, em permanente avaliação e mudança para o amadurecimento e crescimento.

Encerramos nossa jornada com os olhos voltados para 2016, quando de 06 a 14 de janeiro, o Curso de Verão desenvolverá o tema: ECONOMIA PROMOTORA DOS DIREITOS HUMANOS E AMBIENTAIS.

São Paulo, 14 de janeiro de 2015 – www.ceseep.org.br

Deixe um comentário »